Tags mais usadas:

Para onde vai a Cultura?
Visualizações: 46 | Comentários: 1
Sociedade
02/04/2020

Vivemos pela primeira vez desde que nos recordamos ou ouvimos falar, um terrível estado de pandemia mundial. Aquilo que achávamos ser somente uma gripe um pouco mais forte, tem levado ao encerramento de muitos locais, bem como a um isolamento social obrigatório, sem falar nas mortes que têm ocorrido ao longo deste tempo.

 

Esta hora em que vemos a possibilidade de uma renovação do estado de emergência, urge como necessária a orientação da nossa atenção e o foco naquilo que é mais importante. Mas devemos centrar-nos somente no atual ou começar a olhar também para o futuro?

 

Aquilo que antes nos era tão acessível e que agora nos é impossível ter, pode fazer-nos pensar nas nossas prioridades e naquilo que é realmente importante para cada um de nós. Mas neste tempo de quarentena, que estamos por casa muitas vezes sem saber o que fazer, para além de comer e dormir, tem mostrado como algo que nos era tão alheio e por vezes tão desprezado, pode agora ser o nosso maior foco de atenção. O simples ato de ler um livro, ver um filme ou uma série ajuda-nos a sair de um estado de calamidade pessoal.

 

Sem querer referir todos os heróis que de uma forma obrigatória têm de sair de casa, há também aqueles pequenos (ou grandes?) heróis que nos vão mantendo senis. Estou a falar sem dúvida em todos os artistas que diariamente se repensam e reformulam aquilo que faziam como certo. No Instagram houve vários miniconcertos, outros artistas partilham outras formas de arte, como a escrita ou a pintura e até mesmo a dança. Já para não falar nos humoristas que são a animação de qualquer isolado socialmente. Há poesia a ser recitada pela internet, novos covers e novos tipos de escrita e páginas a nascerem.

 

Com as salas de espetáculo fechadas, bem como museus e cinemas, até simples bares, os artistas têm dado uma nova vida à cultura que se faz por cá. Por vezes não damos o verdadeiro valor a estas coisas que existem no nosso país, porque "a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha", mas neste país ou jardim à beira-mar plantado tem muitas coisas boas que nem sempre reconhecemos.

 

E com isto tudo, para onde vai a Cultura então? Bem, isso vai depender de cada um de nós e na forma como vamos agir depois desta quarentena social. É inevitável que voltemos a entrar em crise, porque se a economia começa a estagnar e o desemprego anda ali numa corda bamba, não vai haver dinheiro para voltar a esbanjar. Mas aí é que todos aqueles, que de forma gratuita têm dado um pouco da sua arte, esperam que os outros continuem a apostar neles. É altura de se mudarem direções, como já referi.

 

Algo que tenho ouvido de várias figuras reconhecidas da sociedade é a questão de este ano fazermos férias "cá dentro", algo que eu defendo há vários anos. Gastarmos dinheiro em hotéis portugueses, em espetáculos portugueses, restaurantes, museus e tantas outras coisas, pode ser um impulsionador da nossa economia. Mas se por um lado estamos a ajudar a dar o salto na economia, fazendo este turismo cá dentro, ajuda também a dar novamente à cultura que nós temos.

 

Apostar na cultura parte de cada um de nós, de uma forma livre. Mas se esta aposta for feita, há sempre muito por onde podemos crescer. E lembro que não é só Lisboa, Porto e Algarve, mas todo o interior e litoral do país, de norte a sul. Conhecer as raízes do nosso povo, perceber aquilo que fazemos de bom, aliás, de muito bom.

 

Apostar em Portugal e na sua Cultura é um pequeno passo para nos voltarmos a erguer, para nos voltarmos a sentir livres.

Para comentar efectue o seu login ou registo

Comentários

António Ferrete

Qui, 2020-04-02 19:43

É impressionante o quanto nos conseguimos adaptar, mesmo em fases críticas como esta... A cultura, é um exemplo perfeito!  O que seria de nós se não fosse e ela!.. De facto este ano temos que ser mais portugueses, que sirva também para ver aquilo que de tanto temos de bom!

© Copyright 2020 | With by AF | All Rights Reserved